aprenda a criar
seu próprio blog

Descubra tudo o que você precisa saber para começar a construir um futuro na internet hoje mesmo. 
É mais fácil do que você imagina.

SEO PARA BLOGS – Guia completo para iniciantes

Quer ter mais visitas no seu blog? Então você precisa aprender sobre SEO para blogs, um conjunto de técnicas de otimização que vão trazer novos leitores para o seu site todos os dias!

SEO para Blogs – Dicas de otimização para deixar seu blog nas primeiras páginas da busca!

De maneira geral, a maior parte das pessoas que resolve criar um blog acredita que para conseguir muitos acessos é só divulgar nas redes sociais.

Elas acreditam que é só colocar o link na bio do Instagram e em grupos do Facebook e pronto, todo mundo vai estar interessado no que elas tem a dizer e acessar o post.

Quem já tentou fazer isso, no entanto, vai te contar que a história é bem diferente.

Apesar de redes sociais serem uma ótima forma de levar tráfego para seu blog, elas exigem um trabalho constante, e você precisa entender de algoritmos que estão sempre mudando e postar com frequência, tudo isso enquanto ainda cria conteúdo para o blog.

Mas… e se eu te contasse que existe uma maneira mais fácil de conseguir acessos para seu blog? A verdade é que é muito simples: o que você precisa é focar nos acessos vindos de ferramentas de pesquisa, como Google e Bing.

Imagine comigo a seguinte situação: você tem um blog sobre maquiagem, e acabou de publicar um post sobre “as melhores paletas de sombra baratinhas”. Você divulga para os seus seguidores e alguns até podem se interessar pelo conteúdo naquele momento, mas outros não planejam comprar paletas de sombra naquele dia, outros não estão interessados… e aí a sua divulgação nas redes sociais meio que morre.

Porém, todo dia pessoas que não são seus leitores ainda estarão procurando por quais paletas de sombra baratinhas comprar. E onde elas estarão procurando por isso? No Google! Então, não seria bom que seu post sobre o assunto fosse um dos primeiros a aparecer no resultado quando elas procuram por isso no Google? Eu diria que sim.

E o que muitas blogueiras não sabem, é que existem muitas técnicas diferentes para ajudar o seu blog a estar nos melhores resultados das pesquisas do Google. Nesse post, eu vou te ensinar as principais estratégias de SEO para blogs, para fazer com que você consiga mais acessos todos os dias, sem precisar ficar postando sem parar nas suas redes sociais. 

O que é SEO?

Para entender o que é SEO, é preciso entender como o Google e outras ferramentas de busca funcionam.

De maneira geral, elas percorrem a internet e criam um index com todo o conteúdo que encontram, como se fosse uma grande biblioteca. Quando alguém faz uma busca, essas ferramentas procuram no seu index quais são as páginas que podem responder a pergunta que esse usuário está fazendo, oferecendo diversas opções. Até aí, nada de novo, né?

Porém, você já se perguntou como elas decidem quais sites aparecem na primeira página, na segunda e assim por diante?

Essa classificação é feita pelas ferramentas utilizando um algoritmo, que nada mais é do que um código que analiza as páginas de acordo com critérios estabelecidos por cada motor de busca. Dessa forma, eles conseguem determinar quais páginas eles consideram melhores, para então exibi-las nas primeiras posições.

Falando de uma maneira simplificada, é como se o Google usasse um checklist para avaliar cada página, e as páginas com melhores resultados ficam nas melhores posições dos resultados de busca. 

Agora, pensa comigo… Se existem vários critérios para conseguir estar na primeira página do Google, não seria melhor desenvolver o seu site pensando nesses critérios, aumentando assim suas chances de conquistar o primeiro lugar nos resultados?

Pois é disso que se trata SEO (Search Engine Optimization). Essa sigla, que em português significa Otimização para Motores de Busca, se refere a um conjunto de técnicas e boas práticas que você pode seguir para maximizar suas chances de estar bem posicionado nas ferramentas de pesquisa.

Veja bem, aplicar essas técnicas não garante que você vai estar na primeira posição, especialmente porque as grandes empresas como Google e Bing nunca divulgaram quais são todos os seus critérios de avaliação. Utilizá-las, porém, aumenta suas chances de estar nas melhores posições da busca e de ser encontrada por potenciais leitores e futuros fãs.

Por que SEO é importante para o seu blog?

Se você está apenas começando, pode acreditar que os acessos vindos do Google não são importantes, ou são tão poucos que chegam a ser irrelevantes. Afinal, “todo mundo” usa redes sociais hoje em dia, ninguém pesquisa mais nada…

Mas não é bem assim. De acordo com uma pesquisa feita pelo Search Engine Land in 2019, o tráfego orgânico (que é como são chamados os acessos vindos de motores de busca) representa em média 53% dos acessos de um grande número de sites. 

Isso quer dizer que, ao ignorar as técnicas para estar melhor classificada no Google, você na verdade está ignorando um grande número de usuários que poderiam se tornar seus leitores!

Quais são as principais técnicas de SEO para blogs?

Segundo o site Backlinko, o Google utiliza mais de 200 critérios diferentes na hora de avaliar um site para classificá-lo em uma busca. Sendo assim, não é nenhuma surpresa que existem inúmeras técnicas diferentes de SEO, algumas mais fáceis de serem implementadas, outras mais difíceis, outras que tem um impacto no seu site no geral, outras que impactam páginas específicas, e assim por diante.

Nesse post, eu vou explicar algumas das técnicas mais comuns de SEO para blogs e que você deve tentar aplicar no seu site, tenha ele um mês ou três anos de vida. Depois de dominá-las, você pode pesquisar sobre outras otimizações mais avançadas para tentar aumentar sua vantagem em relação aos seus concorrentes.

Otimizações de Página

São técnicas que você pode aplicar em uma página específica. No caso de um blog, onde você tem diversos posts, você deve usar essas táticas em cada um dos seus posts, assim como em páginas estáticas e na sua página inicial. 

Algumas das principais otimizações nesse contexto são: 

  • Título com palavra-chave relevante;
  • URL do post ou página com a palavra-chave relevante;
  • Alt-tag de imagens que incluem a palavra-chave;
  • Texto hierarquizado com tags H1, H2, H3, preferencialmente com a palavra-chave.

Como você pode perceber, esse tipo de otimização é geralmente ligado à palavra-chave com a qual você está querendo rankear. Para facilitar, vamos usar como exemplo esse post que você está lendo aqui no Blogueira Inteligente, “SEO para Blogs“. Ao escrever esse post, a minha intenção é que ele apareça na melhor posição possível quando alguém buscar no Google “SEO para blogs” ou alguma palavra-chave relacionada. Afinal, os resultados dependem da pesquisa que o usuário está fazendo, e não faz sentido esperar que esse post apareça bem posicionado quando alguém buscar “roupas para cachorro“.

Nesse caso, ao aplicar as técnicas de SEO, eu vou otimizar esse post, e apenas esse post para a palavra-chave “SEO para blogs”. Sendo assim, utilizando como exemplo a lista de otimizações acima, nesse post eu colocaria:

  • Título do post: SEO PARA BLOGS – Um guia completo para iniciantes.
  • URL do post: https://blogueirainteligente.com.br/seo-para-blogs/
  • Meta-descrição do post utilizando “SEO para blogs
  • Em uma imagem mostrando título, URL e descrição de um post, eu poderia colocar como alt-tag: “Otimizar o título e URL do seu post são ótimas práticas de SEO para blogs. 
  • Os sub-títulos desse post possuem “SEO para Blogs” ou outras palavras-chaves relacionadas.

Na imagem abaixo, uma amostra de como está otimizado o título, descrição e URL desse post.

O mesmo é feito para todos os outros posts, porém utilizando outras palavras-chaves. No artigo sobre como divulgar seu blog no Pinterest, eu vou aplicar as mesmas técnicas descritas acima, porém utilizando como palavra-chave “como divulgar blog no Pinterest“. 

Mais abaixo você confere as principais otimizações em página que podem (e devem) ser feitas.

Backlinks

Quando um site coloca um link para seu blog em uma postagem, esse link é chamado de backlink. 

O número de backlinks que seu blog recebe é importante para as ferramentas de pesquisa, pois serve como uma “recomendação“. Se muitos sites estão indicando seu conteúdo, é porque provavelmente ele é de qualidade e relevante, e deve ser posicionado nas melhores posições dos resultados de busca.

Aqui não existe uma técnica única para conseguir mais backlinks, e o ideal é que você consiga esses backlinks de maneira orgânica, ou seja, que outros sites te indiquem espontaneamente, e ainda melhor se for dentro de algum texto.

Muitas pessoas quando estão começando com SEO pensam que qualquer link vai ajudar em uma melhor classificação, mas não é bem assim que funciona. Lugares onde você mesma pode inserir seu link, como em comentários de outros sites e fóruns, por exemplo, costumam ter uma tag chamada “no-follow” junto com o link, o que faz com que os mecanismos de busca não considerem esses links na hora de classificar seu site. Já links espontâneos costumam ser “do-follow“, aumentando sua relevância.

Vale entender também que dentro do contexto de backlinks, além das tags do-follow e no-follow, existem diversos outros fatores para classificar a qualidade de um link. Links vindos de sites governamentais ou educacionais, por exemplo, costumam ter mais valor, assim como aqueles vindos de sites mais antigos ou relevantes. 

Velocidade

Desde 2018, o Google considera a velocidade de carregamento do site como um dos seus critérios para posicionamento das páginas nos resultados das pesquisas. A ênfase nessa parte é tão grande que uma avaliação de velocidade já aparece no Google Webmasters, e pode ser consultada em ferramentas do Google como PageSpeed Insights ou o plugin para o Chrome chamado Lighthouse

Inúmeros fatores podem influenciar na velocidade do seu blog, como por exemplo:

  • Tamanho (em kbs) das imagens
  • Quantidade de JavaScript sendo utilizado
  • Anúncios
  • Layout
  • Servidor onde o blog ou site está hospedado
  • Fontes

No caso do WordPress, um blog com um número alto de plugins – o que no geral resulta em diversos arquivos JavaScript – também pode fazer com que seu blog fique mais lento. 

Caso tenha dúvidas sobre a velocidade atual do seu site, minha sugestão é fazer o teste no PageSpeed Insights e no GTMetrix, e ver se você recebe notas boas em cada um deles. Caso contrário, é bom fazer algumas mudanças para deixar seu blog mais rápido.

Um blog que carrega rápido tem mais chances de ser bem classificado no Google! Descubra essa e outras técnicas de SEO para blogs nesse post!

Algumas das técnicas utilizadas para melhorar a velocidade de um site:

  • Eliminar JavaScript e CSS não utilizados
  • Diminuir o tamanho (ou até mesmo o número) de imagens
  • Utilizar layouts mais leves e focados em velocidade
  • Contratar um servidor que priorize a velocidade (eu recomendo o SiteGround)

Vale lembrar que, quanto mais liberdade você tem de alterar seu blog, maiores são as possibilidades de conseguir melhorar a sua velocidade. No Blogger essa questão é um pouco mais complicada, pois você não pode fazer alterações no servidor e configurar detalhes como cache. 

Já no WordPress, existem diversos plugins focados em otimizar o tempo de carregando do seu site. Eu gosto muito do W3 Total Cache, mas dei outras sugestões no post abaixo:

PLUGINS PARA MELHORAR A VELOCIDADE DO SEU BLOG NO WORDPRESS

Experiência do usuário

Atualmente, o Google leva em consideração alguns aspectos da experiência do usuário para classificar sites na hora de exibir resultados, como a compatibilidade para dispositivos móveis (por isso é importante ter um layout responsivo) e segurança (certificado HTTPS). 

Em 2020, no entanto, o Google anunciou que vai levar em consideração mais um fator da experiência do usuário no seu algoritmo de classificação, utilizando o que ele chama de Web Vitals, métricas criadas pela própria plataforma para avaliar a saúde de um site. Essas métricas são relacionadas ao tempo de carregamento do site, de quão fácil é para o usuário interagir com o site e de estabilidade do conteúdo (sabe quando você vai clicar em um botão e o conteúdo “sobe” e você clica no lugar errado? O Google não gosta disso). O ideal é que seu blog carregue rapidamente, seja fácil de interagir e mantenha o conteúdo no lugar.

Para verificar como seu blog está atualmente em relação a esses critérios, a melhor opção é usar o https://web.dev/measure/ ou o plugin do Lighthouse para o Chrome.

Novamente, as táticas utilizadas para melhorar a experiência do usuário são, no geral, alterações pontuais que você deve fazer uma vez ou outra no seu blog, como instalar e renovar seu certificado de segurança, e escolher um layout leve e responsivo.

Por onde começar com SEO para blogs?

Eu sei, são inúmeras técnicas que podem ser aplicadas, e nesse post eu só abordei algumas delas. Pensando nisso, é possível que você esteja nervosa achando que não vai conseguir aplicar tudo, que vai ser difícil, vai levar muito tempo…

A boa notícia é que você não precisa aprender e aplicar todas as técnicas ao mesmo tempo. O trabalho no seu blog deve ser constante e ir evoluindo de acordo com seu aprendizado. Depois de dominar o SEO de página, por exemplo, você pode passar a estudar como conseguir backlinks ou como deixar o seu blog mais rápido.

Por isso, a minha sugestão é que você vá otimizando seu blog na seguinte ordem: 

  1. Insira seu blog no Google Webmasters
  2. Otimize seu conteúdo (posts e páginas) 
  3. Otimize seu blog como um todo
  4. Trabalhe SEO fora do seu blog (off-line)

Insira seu blog no Google Webmasters

Google Webmasters é uma ferramenta da empresa que ajuda a monitorar e otimizar seu site para que ele tenha um desempenho melhor nas pesquisas. Antes de começar a aplicar as técnicas de SEO, minha sugestão é que você configure o seu Webmasters. Descubra um passo-a-passo para fazer isso nesse post:

COMO CONFIGURAR O GOOGLE WEBMASTERS PARA SEU BLOG

Otimizando seu conteúdo (posts e páginas)

Nessa parte, você deve otimizar todos os seus posts e páginas de acordo com seus objetivos. Aqui estamos falando apenas da parte de conteúdo, como texto, títulos e imagens, e não da parte de velocidade ou experiência do usuário.

De maneira geral, depois de escolher a principal palavra-chave para a sua página (expliquei como fazer isso nesse post aqui do blog já), você deve tentar incluí-la nos seguintes locais:

  1. Título da página
  2. URL da página
  3. Meta-descrição da página
  4. Subtítulos (tags H2, H3, etc)
  5. Alt tag das imagens
  6. Dentro de texto de maneira natural (com sinônimos)

Cada vez que você criar um post, ao escrevê-lo deve levar em consideração essas boas práticas de otimização. Caso já tenha publicado posts e páginas antes de aprender sobre o assunto, o ideal é editá-los para que eles sigam essas recomendações. Lembre apenas que, caso decida mudar a URL do post, é preciso fazer um redirecionamento para que o endereço antigo leve para o endereço novo.

O mesmo deve ser aplicado a sua página inicial e páginas estáticas. No caso da palavra-chave, você até pode escolher o nome da sua marca, mas lembre também de incluir palavras do seu nicho para indicar qual o assunto do site para os mecanismos de busca.

Para verificar se seu conteúdo está otimizado, você pode utilizar sites como o SEO Review Tools ou até mesmo plugins para WordPress, como o Yoast SEO ou o Rank Math.

Otimizando seu blog como um todo

Depois de atualizar seus posts e páginas, é hora de otimizar seu blog como um todo. Aqui você vai trabalhar fatores como velocidade, compatibilidade com mobile, segurança e experiência do usuário.

A primeira e mais importante atualização que você deve fazer é escolher um layout responsivo, leve e focado em SEO. Para o WordPress eu gosto muito do Hello Theme e do OceanWP. Já para o Blogger, eu recomendo os temas da Way 2 Themes

Em seguida, a minha sugestão é também já resolver o certificado de segurança do seu blog, aquele cadeado que indica que o site é seguro. No Blogger, caso você ainda esteja usando um domínio com “.blogspot” essa configuração é automática, já com um domínio próprio é preciso ir em “Settings > Basic” e habilitar essa opção.

No WordPress esse certificado pode estar incluso na sua hospedagem ou pode ser necessário adquiri-lo a parte. Nos dois casos, você deve habilitar o certificado no painel da própria hospedagem. Algumas empresas, como a SiteGround, já cuidam de todo o resto da parte de transformar os endereços em HTTPS automaticamente com a ajuda do seu próprio plugin. Caso sua hospedagem não ofereça a mesma facilidade, minha sugestão é instalar o plugin Really Simple SLL, que com um clique configura toda essa parte para você (depois do certificado estar habilitado).

Essas duas otimizações já devem deixar seu blog mais rápido e com uma melhor experiência para o usuário, mas você ainda pode aplicar outras técnicas para deixá-lo ainda melhor. Minha sugestão é substituir imagens que estejam muito grandes (o ideal é 100Kb ou menos), e para salvá-las com tamanho menor você pode usar programas como Photoshop ou GIMP. Para o WordPress, eu recomendo usar o plugin do Imagify, que performa uma compressão em todas as imagens que você já fez upload, tornando o processo muito mais rápido.

Outras alterações de velocidade são relacionadas a como seu blog lida com cache e outros recursos, como CSS e JavaScript. Para WordPress, eu sugiro utilizar os plugins indicados no post sobre plugins para melhorar a velocidade do seu WordPress. Já para o Blogger, aqui no Blogueira Inteligente tem um post com algumas configurações e táticas que você pode utilizar para deixá-lo mais rápido.

SEO fora do seu blog

Apesar da maior parte do trabalho de SEO ser feito dentro do seu próprio blog – seja em páginas específicas ou no site como um todo – também existem otimizações a serem feitas em outros locais. Como você já deve ter imaginado, é nessa parte que entra a construção de backlinks.

Como mencionei anteriormente, o ideal é que você consiga esses links organicamente. Mas isso não quer dizer que você não possa trabalhar para conquistá-los. Algumas estratégias conhecidas para conseguir backlinks são:

  • Fazer guest posts: que são posts que você oferece para escrever para outros blogs e sites, e que te dão a oportunidade de colocar um link para seu próprio conteúdo. Outra possibilidade é publicar seu conteúdo em outras plataformas de texto, como Medium.
  • Responder perguntas: sites como Yahoo Respostas ou Quora estão cheios de perguntas não respondidas. Encontre aquelas que combinam com seu conteúdo, capriche na resposta e quando relevante, coloque um link para seu blog. Lembrando que essa estratégia também te ajuda a construir uma reputação dentro do seu nicho.
  • Links quebrados: visite sites que linkam para seus concorrentes, encontre links quebrados e mande um e-mail com um link seu que seja perfeito para substituir o link que não está funcionando. Essa tática deve ser feita com cautela, não adianta pedir para te linkarem sem oferecer nada em troca (afinal, o objetivo aqui é que você está ajudando o dono daquele blog a arrumar um problema!) pois a maioria das pessoas vai só ignorar.

Lembre-se de nunca pagar por backlinks, pois essa é uma técnica black-hat, ou seja, é mal vista pelo Google e pode resultar em penalidades para seu blog.

Próximos Passos

Agora que você já aprendeu o básico de SEO para blog e colocou as técnicas em prática, é hora de descobrir se elas estão funcionando. Para isso, eu sugiro utilizar o Google Analytics. Veja no post abaixo como configurar essa ferramenta e utilizá-la ao seu favor:

COMO USAR O GOOGLE ANALYTICS PARA SEU BLOG – GUIA COMPLETO

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *